Terça-feira, 6 de Novembro de 2007

O Regresso ao Activo

Olá !

 

Faz algum tempo que não faziamos novos posts no blog... mas esses tempos aborrecidos acabaram! Voltámos, e voltámos cheios de força!

 

Acabaram-se os testes, acabaram-se os compromissos burocráticos para com a escola... e cá estamos nós, de volta ao Projecto, com 120% de empenho!

 

 

Ora bem, estivemos ausentes no blog, mas não queremos dizer com isso que não trabalhámos desde o ultimo post. Pelo contrário! Foram bastantes os avanços, e passo a contar-vos o que se passou desde então...

 

 

Há algum tempo, recebemos um e-mail, assinado por Orlando Amorim, em que nos eram dados os parabéns pela nossa iniciativa reconstrutiva da nossa zona habitacional. Cumprimentos e elogios à parte, ficámos particularmente entusiasmados com este e-mail, pois o Orlando disponibilizou-nos algum material de jardinagem (principalmente vasos), alguns substratos e até algumas plantas (ou sementes), caso desejássemos. Foi de facto gratificante receber apoios de entidades independentes desta forma, completamente inesperadas e com um potencial enorme, pois é exactamente a falta de recursos materiais e monetários que falta à Junta de Freguesia de Massamá para que a estufa se recomponha.

Muitos obrigados ao Orlando por esta iniciativa (neste momento, aguardamos um inventário dos materiais que ele possui)!

Aproveito ter falado na Junta para vos contar outra novidade. Fomos à Junta, falar com o Presidente. Este mostrou-se bastante disponivel para receber e apoiar o projecto. Pois é, agora já nos sentimos alguém! Alguém que pode fazer a diferença! Temos o apoio da Junta e, por consequência, temos também o apoio da Câmara Municipal de Sintra!

Neste momento, aguardamos uma série de dados que nos vão ser fornecidos pela Junta e, simultaneamente, aguardamos ter o inventário do Orlando para o apresentarmos ao Presidente.

Estamos numa fase maioritariamente independente de nós, mas, contudo, continuamos a trabalhar no projecto. Brevemente, postaremos aqui parte do trabalho desenvolvido nos ultimos tempos, incluindo um levantamente sobre a nossa vila, Massamá, bem como uma síntese dos nossos objectivos a curto, médio e longo prazo!

 

Só para terminar, fizemos um re-styling ao blog! Esperemos que gostem e, como nem devia ser preciso dizer, estamos recepcivos a opiniões boas e más!

 

                     

 

Até um dia próximo.

sinto-me: Rejuvenescido!
publicado por Tiago Silva às 18:25

link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Fabi a 6 de Novembro de 2007 às 18:51
e pronto, cmo nao podia deixar de ser, ca vim eu fazer uma habitual comentário, nao é?! xD

Bem realmente vocês estao cheios de sorte! um senhor q vos contactou de livre vontade, o apoio da Junta e da Câmara....mto bem, sim snhr! =PP
Aproveitem bem essas oportunidds pessoal!

e por fim, o apelo de sempre: Força nisso! xPP

beijinhO****

De Inez Daniela a 6 de Novembro de 2007 às 21:09
hummmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm

mesmo giro ^^,


espero que consigam fazer algo daquela estufa!


Apoios nao hao-de faltar =D



bjinhos****


De Sofia a 6 de Novembro de 2007 às 21:30
ficou LINDO! =D
De ANdreia a 7 de Novembro de 2007 às 16:32
O nosso logotipo :E
Ta assim so MAMBO mesmo =)
De Luda a 11 de Novembro de 2007 às 23:11
Um ECO.
Um Grito. Um Parto.

Vozes a erguerem-se no meio de uma multidão demasiado adormecida. Talvez demasiado entorpecida pelas rotinas do quotidiano. Sitio cidade. Sitio casa. Indiferente. Individualista.
E a história a gastar-se. A ficar em farrapos. Esquecida. Estagnada.
Por isso, os passos são rápidos, os gestos efémeros e os sorrisos fechados.

Lá, o tempo passa de forma diferente. De uma outra forma. O lugar vazio foi conquistado por raízes múltiplas. Polisemânticas. Raízes que, apesar de pertencerem a espécies diferentes, se enlaçam e se enamoram enquanto partilham a mesma água, a mesma terra. O mesmo ar. O mesmo abandono.
Aqui é ali, um pássaro, uma borboleta, um ratinho, uma aranha, um peixe. Um coelho. Aqui e ali, as cores. Do verde ao laranja. Os amarelos, rosas, brancos, vermelhos. Os castanhos. Desfile policromático a resistir ao tempo. Não se sabe como.

E depois, as paredes a desenharem limites, a proteger, a esconder. E a cobertura já esfarrapada, em tonalidades verde-escuras a deixar passar o céu, a chuva, o frio, o sol e a vida. Vida de dentro e de fora. Vida. Majestosamente, a vida a respirar, a transpirar. A reproduzir-se sem medos, sem tabus, sem regras dispostas pelo Homem. E o Homem vive lá fora mas não vê. Não sente. Não sabe.

Por isso, urge o grito.
O Eco. Bem sonoro, feliz.
Ou um Eco silêncio a despertar os corações.

(Para lá das paredes da “estufa” vivem os morangos. Silvestres, carnudos, vermelhos. Tenho-os visto em todas as Primaveras de Massamá. E o orvalho a cobri-los. Tenho de lhes perguntar se isso é choro. Se choram. E se for isso, qual será a razão? Chorarão eles pela nossa indiferença? Chorarão pelas suas companheiras que vivem dentro do horto da Quinta das Flores? Ou, chorarão por terem ficado do lado de uma história mágica?)



Comentar post

► O Grupo!

► Procure aqui

 

► Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

► Ultimos Posts

BioWeek

A avaliação em falta...

Regresso !

Primavera!!!...na Estufa

Resultados dos Inquéritos

Ponto da situação

Uma Aventura na Vergílio ...

Trabalho, trabalho e mais...

O que tanto esperávamos!

E Quando o Inesperado Aco...

► Arquivos

Junho 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

► tags

todas as tags

► Links

blogs SAPO

► Indíce